Follow by Email

domingo, 21 de dezembro de 2014

A VONTADE É A REGENTE DO PORVIR


Gilberto Carnasciali, Estudante de Cultura Racional, Miguel Pereira, RJ – BRASIL)
 A vontade pode ser verdadeira ou boa, como pode ser ilusória ou má. Ela atua em todos os níveis da hierarquia, desde a mais elevada até a mais baixa, pois a todas é facultada a livre opção de escolha. É um dom que se exprime do íntimo para fora e não ao contrário.
A descida dos puros, limpos e perfeitos para o mundo da matéria, foi causada pelo mau uso da vontade, a vontade ilusória, ao adentrarem uma parte da planície Racional que não estava pronta para progredir. Foi apenas o início de uma ação que causou uma inevitável série de consequências indesejáveis. Decorridas vinte e uma eternidades, eis que os mesmos aventureiros repetem o erro cometido na origem da causa, fazendo uso da matéria como se já a conhecessem. Conheciam apenas sua aparência.
Reprisaram um malfeito provocando mais sofrimento por desconhecimento. Os causadores que hoje sofrem e penam na matéria são os mesmos que iniciaram no princípio dos tempos, quando eram puros, limpos e perfeitos, a longa viagem de transformações, decomposições e degradações até os dias de hoje.
Obedecendo à vontade, desenvolveram a matéria, desenvolveram a força elétrica e magnética, desenvolveram o nada, dominados como estavam pela força do nada; o magnetismo, que é a energia destrutiva do mal. E quem está sob a influência do magnetismo está se auto-destruindo, se decompondo, se acabando e se arruinando no fogo do inferno dos sofrimentos e dos padecimentos. Materialistas caídos em desgraça, que não se conscientizaram de que foram desenvolver por conta própria um monstro chamado matéria, sem saber nem conhecer quem é esse monstro, como até hoje a grande maioria ignora. Haja lapidação!
Tudo se repete porque a causa sempre foi, é e será a vontade, a mola propulsora de todos os seres, livre, respeitada, absoluta, seja ela a verdadeira ou a ilusória, quer no mundo terreno, quer no MUNDO RACIONAL. Tiveram os incautos inúmeros avisos do Criador, bem como inúmeras oportunidades concedidas pelo Racional Superior em sua infinita bondade, durante vários estágios da descida, para abreviar a permanência neste sofrimento na matéria. A mais recente delas e que antecedeu a chegada da Fase Racional em 1935, foi o acesso dos viventes ao alfabeto natural da Natureza, o Alfabeto Astrológico, baseado na leitura das linhas gerais da palma das mãos. Mediante a obediência do que a leitura indicava – que, por exemplo, poderia determinar que o filho de um rei se tornasse um carpinteiro – o vivente vivia uma vida aprazível, produtiva e amena na matéria. Os que aceitaram as condições estipuladas retornaram ao Mundo de Origem. Outros que não aceitaram, incluindo todos nós, irmãos viventes, materialistas e inconscientes, decidiram permanecer.
Estes, ignorando os chamados à atenção, criaram à sua conveniência um outro alfabeto, o alfabeto artificial, todo ele baseado no desenvolvimento da matéria e até hoje aqui estão, sofrendo as conseqüências de seus atos, dominados por esse campo de força magnético e materialista, que não passa de um conjunto de ruínas reunidas. Esse é o resultado do uso da vontade má, da vontade inconsciente, da vontade que leva o tudo ilusório ao nada. E o nada quanto vale? Nada.
Já o uso da vontade verdadeira por aqueles seres puros, limpos e perfeitos, que permaneceram na parte da planície onde se originaram, por obra e graça de Deus e não seguiram seus irmãos desobedientes, esses têm o poder de orientar e conduzir os viventes na matéria à conscientização do seu estado precário de sobrevivência, através da leitura da Obra “Universo em Desencanto” da Cultura Racional, que alerta sobre o perigo eminente da descida para classes inferiores, caso não aprendam a raciocinar.
É aí que entra em função a Energia Racional, a energia superior a todas as energias, por ser a energia que prevalece na nova fase da Natureza, a Fase Racional. Mediante a leitura da Obra, o vivente vai assimilando e absorvendo através da energia materializada em suas páginas, o sentido Racional de vida e aos poucos vai se transformando positivamente, se racionalizando, até alcançar o estágio avançado da Fase de Racionalização, com o desenvolvimento do Raciocínio, da Clarividência Racional e do aparelho, que é o ponto mais elevado a ser atingido nesta vida terrena.
O Raciocínio tem a base no Mundo Racional e tem a lógica nas provas e comprovações. Ele é um habitante do MUNDO RACIONAL, porém materializado em máquina do Raciocínio na máquina do corpo humano. No processo de desmaterialização da máquina do Raciocínio, promovido pela leitura da obra “Universo em Desencanto”, todos passam a se conhecer, sabendo e entendendo o porquê da vida e o porquê do seu Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL. Deixam de pensar e passam a raciocinar. È o último passo para o retorno dos viventes ao Mundo de Origem, comandado pela vontade verdadeira, que é eterna.    
Finalizando, é bom lembrar o que o Racional Superior ensina no livro “Universo em Desencanto”: “… Todos os que souberem, todos que lerem, todos que escutarem devem ser propagandistas do que aqui conhecem de bem para si e para o próximo, para todos que conhecem e para os que desconhecem”…. “e o vivente  que se esforçar pela divulgação desta obra, chegará a um ponto jamais esperado, que nunca sonhou, em virtude de sua obediência e persistência”.
Sem a divulgação, nada do que foi exposto acima será alcançado de forma ampla e abrangente. É o dever de todo o estudante fazer a propaganda da Cultura Racional, explicando as verdades expostas nos Livros, para o engrandecimento de todos, sendo que o objetivo principal é alcançar a IMUNIZAÇÃO RACIONAL.
RACIOCÍNIO é RACIONAL     –      RACIONAL é RACIOCÍNIO
Termino este texto com minha frase favorita que explicita e resume quão inconsciente e inconsequente o ser humano é:
E ASSIM CAMINHA A HUMANIDADE: DE QUATRO E OLHANDO PARA O CHÃO.



quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

MEDO! ANTÍDOTO: A CONSCIÊNCIA!



Uma saudação RACIONAL a todos!
O medo, qualquer que seja, advém da insegurança de não saber lidar com uma situação (familiar, profissional, social, institucional ou universal).
O desconhecimento da realidade é que leva a não saber lidar com isso ou com aquilo, ficando a pessoa ao sabor da sorte – PODE ACERTAR OU ERRAR.
Quem conhece verdadeiramente uma realidade, sabe perfeitamente agir de forma positiva e acertada dentro dessa realidade, sem medo.
E o medo, por sua vez, gera a depressão, sentimento de impotência.
Sem alongar sobre o mecanismo do medo, o que em resumo queremos mostrar aos Amigos visitantes, é a importância do SE CONHECER para colocar fim no medo.
Somos um centro astrológico (certifiquem-se e comprovem no 1º volume de Universo em Desencanto) e, ao mesmo tempo, ferramentas da Natureza para construção cultural do mundo.
E em assim sendo, se a pessoa nada conhece das mecânicas que tornam possível a interação Natureza/homem e homem/Natureza, dentro das leis naturais universais, fica o vivente sendo uma ferramenta de multiplicações de erros, por desconhecer a energia que o está comandando, já que sofremos a influência de todo o universo, a positiva e a negativa. E tão somente um conhecimento verdadeiro racional desse mecanismo, nos habilita a identificar verdadeiramente o que é positivo do que não é.
Sem essa habilitação racional, fica o vivente como um efeito multiplicador de sofrimentos no mundo, onde todos passam a não saber como embargar esses sofrimentos, por viverem inconscientes, desconhecidos dessas leis universais, tornando-se cada vez mais inseguros e com medo.
E quem é, neste mundo atual, que não é vítima do medo?
Medo do passado mal vivido, medo do presente que a qualquer momento pode surpreender negativamente, medo do futuro que não sabe como será. Medo de tudo: da violência, da corrupção, da marginalidade em geral, enfim, medo de viver.
Mas, o maior medo, causa de todos os medos, e que todos deveriam e têm condições de colocar fim é o próprio medo, o medo de SE CONHECER, gerador dos demais medos.
Sem SE CONHECER, ninguém tem mais condições de viver, porque o medo tornar-se-á tão gigantesco, que passará a engolir a vida.
E para SE CONHECER só há um caminho: o desenvolvimento da sua glândula pineal, a glândula do raciocínio, desenvolvimento esse que, por sua vez, somente é feito pela ligação do vivente à ENERGIA RACIONAL, energia transcendental já presente na Terra desde 1935, com o objetivo precípuo de desenvolver a ENERGIA RACIONAL que está materializada dentro da cabeça dos seres humanos como máquina do raciocínio, na glândula pineal.
A oportunidade de vida que nos foi dada pela Natureza neste Terceiro Milênio é somente para isso, para DESENVOLVER O RACIOCÍNIO, a GLÂNDULA PINEAL, onde se encontra a sabedoria completa e absoluta do nosso mundo de origem, o MUNDO DO RACIOCÍNIO, O MUNDO RACIONAL, de onde tudo e todos viemos um dia por abuso do livre arbítrio.  Daí, de posse dessa sabedoria absoluta, termos conhecimento de todas as soluções.
E assim, quem não está desenvolvendo o seu raciocínio, passando a SE CONHECER, está alimentando o seu medo, sua inconsciência e ficando contra a Natureza. Sim, contra a Natureza, porque ELA mudou da fase do pensamento para a fase do desenvolvimento do raciocínio, a fase RACIONAL.
E é por isso que ELA não está alimentando mais o pensamento dos pensadores, e o pensamento de todos está enfraquecendo, levando a desacertos cada vez maiores, até secar totalmente o pensamento dos pensadores – quando aí a pessoa perde totalmente sua identidade RACIONAL, torna-se um animal como outro qualquer, apenas com aparência de gente, mas, com o comportamento pior do que o dos irracionais.
A consciência verdadeira RACIONAL é o antídoto do medo!
E essa consciência se encontra e sempre esteve guardada na glândula pineal.
Na glândula pineal é onde se encontra a VERDADEIRA CONSCIÊNCIA UNIVERSAL dos seres humanos e, por isso, na pineal está a solução de todas as questões e problemas da Terra e de seus habitantes, o que dará a todos consciência absoluta de tudo, segurança absoluta da vida, e consequentemente, a morte definitiva do MEDO!
Mas, quem pode desenvolver o seu raciocínio, a sua glândula pineal é somente VOCÊ. Nenhuma instituição poderá fazê-lo por você, porque se trata de um desenvolvimento individual, o desenvolvimento conclusivo da evolução humana.
Portanto, a morte do medo e de tudo quanto é de ruim está na mão de cada ser humano, que deverá, por sua conta, individualmente, procurar se ligar à ENERGIA RACIONAL, a única energia que DESENVOLVE A GLÂNDULA PINEAL.
E a ENERGIA RACIONAL está transcodificada em letras nos livros de Cultura Racional, Universo em Desencanto. Os únicos livros da ENERGIA RACIONAL.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

ESPERANÇA: A ÚLTIMA QUE MORRE!


Uma saudação Racional a todos!
A luta para sobrevivência no mundo atual é imensa, porém, maior que essa grande luta é a inconsciência e, por isso, há lutas e as lutas não cessam.
Uns lutam pela saúde, outros pelos amores, outros pelos seus ideais. É luta de toda sorte, na esperança disso, na esperança daquilo, na esperança daquilo outro, até que um dia a esperança se acabe.
A esperança é a última que morre.
Esperando encontrar na vida da matéria a solução de seus sonhos, e por viverem sonhando tanto, e tantos são os sonhos, que a esperança é a última que morre.
Quem está dormindo, tem mesmo é que sonhar. E quem sonha, vive a esperar a realização do seu sonho.
Se não estivessem dormindo, embriagados com a matéria, acordavam e não sonhavam mais – aí começava a brotar a consciência.
E é esse o pior sonho: sonhar acordado.
Sonhar que pode, sonhar que deve, sonhar que quer, sonhar que diz, sonhar que decide, sonhar que resolve, enfim, sonhar que vive.
Quem vive, não sonha mais, porque já acordou para a vida real, que não é a vida material. E, assim, encara tudo da vida da matéria, apenas pelo prisma da sobrevivência, da simplicidade, da paz, do amor e da fraternidade.
Matéria é morte. E esperar alguma solução da morte, é renegar a vida, que é eterna, transcendental.
Morte é inconsciência. E quem se baseia na vida material para a solução de seus problemas e de seus casos, é inconsciente, por estar confiando na morte.
E enquanto se mantem nesse sonho ludibriador, fica esperando o brilho da vida na morte, que é a matéria – conserva a esperança.
Por isso, a esperança é a última que morre. E somente quando ela morre é que o vivente acorda e enxerga, finalmente, como estava dormindo o sono de pedra, na mais absoluta inconsciência.
É preciso se conhecer, para não ficar morrendo em vida, pensando que está vivendo. É preciso raciocinar.
E afinal, quem é que está acordado?
São todos aqueles viventes que já não sonham mais com nada da vida da matéria, suficientemente lapidados pela morte que é a matéria, conscientes de que são meros hóspedes na Terra, por já terem conhecimento absoluto de quem são, de onde vieram e para onde vão.
Aí é que se encerram os sonhos nessa vida lamacenta de matéria e, encerrando-se os sonhos, a esperança morre.
Portanto, a evolução do vivente somente brota, quando a esperança morre, dando lugar à certeza absoluta de que a única luta válida é aquela para retornar ao mundo de onde veio.
Certifiquem-se de tudo isso nos livros Universo em Desencanto e sejam finalmente livres e felizes, porque os sonhos e a esperança são, na realidade, verdadeiros cativeiros, de quem ainda não se conhece.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

A MAIOR DOENÇA DO SÉCULO: O PENSAMENTO SECO!



Amigos visitantes, SALVE!
SALVE, sim, o cumprimento superior extra cósmico, desejando a todos PAZ, AMOR, FRATERNIDADE e CONCÓRDIA UNIVERSAL!
Tempos difíceis evoluem na Terra, onde o mal vai, sorrateiramente tomando conta das cabeças. E na cabeça dos viventes, está o governo de tudo para o desenrolar da vida na Terra.
E por que o mal está se alastrando e dominando as cabeças?
Exatamente por que o mal, ser vivente do universo, conhece muito bem o dito acima: na cabeça dos viventes está o governo de tudo. E tomando conta das cabeças, o mal passa a dominar o mundo, mantendo todos na escravidão da matéria.
Só se faz aquilo que se pensa. Primeiro pensa, para depois fazer.
E de onde vem o pensamento? Do invisível. O pensamento é fonte exterior ao corpo humano, e pertencente a este mundo em que habitamos.
Antes de 1935, havia duas correntes: a do bem, dos invisíveis do bem, transmitindo os pensamentos bons e a do mal, dos invisíveis do mal, transmitindo os pensamentos maus.
Havia, assim, um relativo equilíbrio no mundo, porque as correntes do bem trabalhavam dia e noite e noite e dia para minimizar os efeitos das irradiações dos invisíveis do mal na cabeça das pessoas.
De 1935 em diante, o quadro universal mudou.
Por que mudou?
Porque esgotaram-se os recursos das forças do bem deste universo em que vivemos, para combater o mal.
Assistindo tudo isso, o Universo Superior, origem deste em que vivemos, veio em socorro da humanidade, com sua energia poderosíssima, o PODER DOS PODERES, a ENERGIA RACIONAL, para livrar todos, definitivamente, das influências do mal.
Uma ENERGIA essa, a ENERGIA RACIONAL,  que depende do conhecimento de sua ação, de seus valores e padrões, para que seja assimilada pelos viventes, que passam a ter a sua proteção inquebrantável.
E, assim, as forças do bem deste universo em que vivemos, uniram-se à ENERGIA RACIONAL (que são habitantes do Universo Superior), abasteceram-se dos valores e padrões superiores dessa ENERGIA, para juntos trabalharem para salvação da humanidade.
E por que a humanidade continuou a sofrer as influências do mal?
Pelo fato da humanidade ter desenvolvido apenas a imaginação e o pensamento, máquinas da cabeça que têm a função de receber e emitir influências dentro deste universo em que vivemos, que é um conjunto de energias elétricas e magnéticas, energias primárias.
A humanidade se esqueceu (e muitos nem sabem) de que temos uma terceira máquina dentro de nossa cabeça, a máquina do raciocínio, glândula pineal, própria para receber e emitir ENERGIA RACIONAL.
Os que sabiam da existência dessa terceira máquina (os grandes sábios), foram avisados na antiguidade pelas forças do bem, que chegaria o dia dessa máquina do raciocínio ser desenvolvida, quando, então, passariam a RACIOCINAR. Mas, que isso se daria depois da humanidade ter a imaginação e o pensamento (as máquinas inferiores) completamente desenvolvidas.
E com o passar do tempo e o desenvolvimento cultural, a humanidade achou que o pensamento elevado já fosse o raciocínio. Daí, começarem a dizer, quando o pensamento era mais evoluído, que aquele PENSADOR estava raciocinando.
Foi aí que se deu a confusão, confundindo pensamento com raciocínio, quando ninguém ainda RACIOCINOU, porque o raciocínio é uma função da ENERGIA RACIONAL, do universo transcendental e, não, da energia elétrica e magnética, do mundo em que vivemos.
A humanidade por viver sob o comando das energias elétrica e magnética, nelas envolvida, não sentiu a chegada, e nem poderia mesmo ter sentido, a chegada da ENERGIA RACIONAL neste universo em que vivemos.
Agora, vejam o que aconteceu. As forças do bem deste universo uniram-se à ENERGIA RACIONAL, passando a se comportar de acordo com os valores e padrões da ENERGIA RACIONAL, não podendo também ser sentidas suas influências pela humanidade aprisionada pelas forças elétricas e magnéticas.
E aí, como resolver esse impasse?
Impasse não existe para o Mundo Supremo. Assim é que providenciou um curso sobre a ENERGIA RACIONAL, disponibilizado em livros, para que a humanidade, tomando conhecimento dos padrões e valores da ENERGIA RACIONAL e colocando-os em prática em sua vida diária, tivesse condições de perceber e embargar as influências do mal, continuando a receber as influências do bem que, desde 1935, passaram a não mais receber.
Essa providência nova, a ser tomada por cada ser humano, promove assim o desenvolvimento RACIONAL do seu pensamento, até que esse, completamente desenvolvido RACIONALMENTE, identifique-se com a ENERGIA RACIONAL que está materializada em cada cabeça humana, como máquina do raciocínio.
Aí, sim, é que o vivente passa a RACIOCINAR, ficando completamente isento das influências elétricas e magnéticas deste mundo em que vivemos, ligando-se, em vida, ao Mundo Superior, o Mundo do Raciocínio, o MUNDO RACIONAL, o Mundo dos Eternos, de onde viemos e para onde vamos.
Ora, está visto o grande perigo que corre toda a humanidade se não desenvolver o seu raciocínio, para pensar racionalmente, até RACIOCINAR!
E que perigo é esse? É o caos que estamos assistindo de corrupção, violência e monstruosidade em todos os cantos e recantos do mundo, fruto da maior doença do século: O PENSAMENTO SECO.
Quem não está se ligando à ENERGIA RACIONAL, seja de que instituição for, seja ela científica, filosófica, política ou religiosa, está funcionando como um ferro de passar roupa que já foi desligado da tomada, não recebendo mais energia para seu funcionamento.
O ferro, comparado à máquina do pensamento. A energia, comparada às forças do bem que não atuam mais em quem não está se ligando à ENERGIA RACIONAL.
A pessoa não sente que o seu pensamento está secando, porque ainda há uma pequena reserva da energia das forças do bem. Como diz: o ferro ainda está quente, mas, vai esfriar, porque não existe mais a fonte de energia.
Mas, com o passar dos dias, de repente essa força termina. O pensamento seca, como o ferro que chega em um dado momento, sem ligação na tomada, esfria. É quando, então, a doença se manifesta: o pensamento seco, secando totalmente o sentimento da pessoa que, aí, não tem remédio que cure, porque fica a pessoa completamente dominada pelas forças do mal, passa a ser ferramenta do mal.
E é isso que já aconteceu com políticos corruptos, profissionais corruptos, pais e mães de família corruptos, filhos e filhas corruptos, religiosos corruptos etc. Corrupto aqui querendo dizer: fora dos padrões universais de paz, amor, fraternidade e concórdia universal.
Essa doença terrível é o carro chefe de todo o mal que reina na Terra, de todos os desequilíbrios: morais, físicos e financeiros.
Amigos visitantes, não queiram entrar para o rol desses doentes, vítimas da pior doença existente no universo: O PENSAMENTO SECO!
Façam o curso superior da ENERGIA RACIONAL, para se livrarem desse terrível mal. Estudem UNIVERSO EM DESENCANTO, de Cultura do Raciocínio, a Cultura Racional, o livro dos ETERNOS, providenciado pelos ETERNOS, para o equilíbrio definitivo de toda a humanidade, o EQUILÍBRIO RACIONAL.
Por que?
Porque essa terrível doença NÃO TEM CURA!

domingo, 14 de dezembro de 2014

AS INSTITUIÇÕES ESTÃO AGONIZANDO!



Uma saudação Racional a todos!

Todas as instituições foram criadas pela Natureza através do pensamento e da imaginação.
A Natureza, utilizando o animal Racional como ferramenta, fez com que o pensamento e a imaginação, forças externas, invisíveis, pertencentes ao mundo em que vivemosirradiassem no pensamento e imaginação internos do animal Racional, o que era preciso e necessário para lapidação do animal Racional, para tirar o seu atraso, a sua brutalidade, a sua selvageria e total ignorância sobre o mundo em que vivemos. Constituindo tudo isso um curso primário da vida, para desenvolvimento do pensamento e da imaginação do animal Racional.
Assim surgiram todas as instituições.
Mas, na vida da matéria tudo que tem princípio, tem fim, por ser o mundo de matéria, um mundo provisório, fora do seu verdadeiro estado natural, pois, antes de ser matéria, esse mundo pertencia a um Mundo Superior de energia pura, limpa e perfeita, RACIONAL, o mundo dos eternos.
E por tudo neste mundo em que vivemos estar fora do seu verdadeiro estado natural, eis o porquê de tudo estar em constantes transformações – não há estabilidade, tudo tem vida limitada, sendo energia elétrica e magnética em forma de seres.
Vejam como há estrelas, cuja vida já se findou, mas, sua luz emitida, ainda continua chegando à Terra, até que se acabe também.
Todas as instituições foram energias eletromagnéticas emitidas dos astros, transmitidas pelo pensamento e imaginação (seres invisíveis do espaço, de cima da Terra e de debaixo da Terra) ao pensamento e imaginação internos do animal Racional, para desenvolvimento desse pensamento e imaginação do animal Racional, correspondente à nossa parte animal.
Portanto, as instituições foram criadas pela Natureza para desenvolvimento da imaginação e do pensamento do animal Racional, de forma a lapidá-lo. Lapidação é sofrimento.
Mas, chegou o fim desse curso primário de aprendizado, com a entrada de uma Energia Superior no mundo em que vivemos, vinda do mundo eterno, transcendental, origem deste segundo mundo em que vivemos.
A Natureza deu por encerrado o curso primário, por já ter repassado tudo que ele contém ao animal Racional. Daí, a grande mudança de fase da Natureza, portanto, de todos os astros: a Fase Racional, a fase do curso superior de aprendizado, para desenvolvimento da nossa parte Racional, para desenvolvimento do raciocínio, e retorno ao nosso Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL.
Os astros se alinharam sob o comando dessa nova ENERGIA, a ENERGIA RACIONAL, que é nova para este segundo mundo em que vivemos, porém, mais antiga que este segundo mundo, por ser a energia da origem verdadeira de tudo e de todos: a ENERGIA RACIONAL.
Os astros mudaram seu rumo, comportando-se para retorno à Origem, mas, suas irradiações, as últimas luzes, influências fluídicas que enviaram à Terra antes desse alinhamento, ainda chegam à Terra, mas, cada vez mais sem força, até que se apagarão de vez. Daí, o abalo sentido por todos os viventes na Terra, com enfraquecimento do pensamento do animal Racional, que está secando, tornando igualmente fracas e agonizantes todas as instituições que o pensamento criou. E essa é a causa do desequilíbrio moral, físico e financeiro nos quatro cantos do mundo.
Tudo acontece primeiro no espaço, no invisível, para depois se materializar na Terra.
Já houve a morte fluídica das instituições no espaço, até que alcance totalmente a instância da matéria bruta.
A Energia Racional chegou à Terra para salvaguardar tudo e todos. Mas, por ser um Ser Superior, essa ENERGIA respeita o livre arbítrio de tudo e de todos. Aguarda que cada qual se interesse em conhecê-la e queira ser socorrido por ELA, respeitando o direito de quem quiser agonizar, por optar pelo não desenvolvimento do seu raciocínio (glândula pineal). A vontade é livre.
Mas, aqui estamos para advertir a todos, que as consequências do não desenvolvimento do seu raciocínio, que é o curso superior da vida, implicará na morte contumaz do animal Racional, fase essa que já terminou, fazendo com que a pessoa tenha apagada a sua Luz Divina interior, que se encontra na glândula pineal, transformando-se para a classe dos irracionais, porque a Natureza é de transformações. Nada se perde, nada se cria, tudo se transforma: ou para o MUNDO SUPERIOR, o MUNDO RACIONAL, através do desenvolvimento do raciocínio, ou para o mundo inferior dos irracionais, continuando a adotar a cultura do pensamento, a cultura artificial, filosófica e científica, que a Natureza criou para desenvolvimento do pensamento.
E, assim, tudo precisa urgentemente de ser racionalizado: as pessoas e as instituições para evitar sua liquidação.
Ainda, ressaltamos: os invisíveis do bem, que trabalhavam na fase do pensamento, para manter mais ou menos o equilíbrio do animal Racional, já se recolheram e não atendem mais ninguém que esteja vivendo fora da linha Racional. Está aí a causa de muitos estarem implorando socorro em suas preces, ou tentando experiências filosóficas e científicas para solução dos grandes impasses na Terra, não sendo atendidos, nem conseguindo sucesso em suas experiências, por o comportamento dessas pessoas estar fora da linha Racional, à margem da Fase Racional, que é a fase em vigor na Natureza.
Reflitam, Amigos, sobre o exposto, e façam a sua opção, sem esquecer que, qualquer seja ela, suas consequências são de sua inteira responsabilidade e de mais ninguém. Liberta-se quem quiser, dessa situação caótica de sofrimentos na Terra.
Maiores informações sobre a Fase Racional sua pessoa encontrará neste blog (onde contamos com mais de 1100 textos sobre o assunto), como também nos demais sites de responsabilidade dos estudantes de Cultura Racional.
E os livros do curso superior da vida, de Cultura Racional, são os livros Universo em Desencanto, que são encontrados nos endereços disponibilizados no site a seguir.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

SOMENTE O RACIOCÍNIO SALVA


(Gilberto M. Carnasciali, Estudante de Cultura Racional, Miguel Pereira – RJ)
A saga da humanidade começou quando uns tantos seres puros, limpos e perfeitos, adentraram por conta própria uma parte da planície que não estava pronta para progredir, por a vontade ser livre. Não atenderam o chamado do RACIONAL SUPERIOR e persistiram no progresso. Progredindo, que significa na verdade regredindo, passaram para a 2ª eternidade. Seus corpos de massa cósmica, puros, limpos e perfeitos de Energia Racional, provocaram o deslocamento dessa mesma parte da planície, resultando em uma perda de energia. Os Racionais começaram então a perder suas virtudes que se reuniram e formaram um foco de luz prateada. Ali estavam contidas as vidas perdidas dos Racionais, que entrando em processo de transformação, resultaram na materialização. Como a energia do MUNDO RACIONAL é pura, limpa e perfeita, não pôde haver compatibilização com a matéria que começava a se formar na planície, ou seja; resina e goma. Dessa forma, a planície desprendeu-se do MUNDO RACIONAL, e seguiu em espiral descendente, através de 21 eternidades até os dias de hoje. O relato completo da descida está na Obra “Universo em Desencanto”, leitura indispensável para quem deseja passar a se conhecer, se salvar e retornar para seu Mundo de Origem, lembrando, a título de curiosidade, que a idade geológica do planeta Terra está calculada em 4.5 bilhões de anos.
Estamos agora na 21ª eternidade, tendo passado a fase de monstros, monstrinhos, monstrengos e monstrões, cegos, surdos e mudos; a fase de selvagens; a fase de civilizados; chegando à Fase Racional.

Qual o papel do pensamento nas três últimas fases?

O pensamento é o verdugo do corpo humano. É um ser de matéria deformada (invisível) como é a energia elétrica e magnética e por isso tem vida provisória, passageira e sem garantia. O parceiro do pensamento é a imaginação, instrumento de lapidação comandada pela energia magnética. Todos somos seres de matéria, vivendo dentro deste buraco, em total ignorância sobre o nosso estado de ser, lapidados noite e dia, dia e noite, sofrendo dentro deste inferno de aparências, sem qualquer possibilidade de poder desvendar os mistérios da criação e tomar conhecimento de quem somos, quem fomos e quem iremos ser. Hoje um corpo de vida, amanhã outro corpo de vida em permanentes transformações e deformações.

E como sair desse círculo vicioso: origem – causa – feito?

Em 1935 a SUPREMA ENERGIA RACIONAL providenciou a solução definitiva para a cura do sofrimento universal, criando uma nova e derradeira fase na Natureza, a Fase Racional, a fase do Raciocínio. Veio como último recurso, para salvar a humanidade de uma condenação a sofrimentos muito maiores do que aqueles a que está agora submetida. Só o Raciocínio salva, e para aprender a Raciocinar só tendo acesso e lendo a Obra composta por Deus, o RACIONAL SUPERIOR, o Raciocínio Superior a todos os Raciocínios, a SUPREMACIA RACIONAL, e ditada para ao seu representante único na Terra, o RACIONAL SUPERIOR da Terra, Senhor Manoel Jacinto Coelho. Dois-em-um.
Nunca alguém escreveu 1.000 volumes sobre um só tema. Somente Deus. A matéria é tão difícil de ser compreendida pelos terrenos e pelos habitantes do espaço; as nossas vidas são tão difíceis de serem destrinchadas; a nossa história é tão complexa, que até mesmo 1.000 volumes, com textos propositalmente repetitivos, escritos em linguagem simples e popular, não conseguem clarear as mentes da maioria dos viventes, chamados nessa Obra de animais Racionais. A dificuldade maior é entenderem que apesar de animais aqui na matéria, continuam sendo Racionais por vínculo energético Racional, mantido antes e durante a descida até aqui. Talvez facilitasse o entendimento se os chamássemos de Racionais animais, obedecendo a uma ordem sequencial da degeneração ocorrida durante as 21 eternidades.
E é essa dificuldade de entendimento e de aprendizado que torna mais importante do que nunca a divulgação, a propaganda e a difusão dos livros “Universo em Desencanto”, por aqueles que atingiram um grau de compreensão tal, que já estão definitivamente integrados à Natureza em sua fase evolutiva atual, a Fase Racional.
A missão dos Racionalizados, aparelhos Racionais,  é indispensável, importantíssima, muitas vezes penosa e difícil, mas sempre prazerosa: a salvação de nossos irmãos inconscientes, que fatalmente serão tragados pelo vórtice da energia elétrica e magnética irracional, caso não sejam devidamente alertados e esclarecidos.
Estejamos certos que com paciência e confiança, quanto mais irmãos se “Racionalizarem”, mais estudantes estarão, por sua vez, disponíveis para difundir a Cultura Racional e salvar mais irmãos inconscientes. Isto é que é viver a favor da Natureza, semeando o bem para colher um bem muito maior, fazendo o bem não importando a quem e no processo adquirindo a IMUNIZAÇÃO RACIONAL, que é o ponto chave e mais elevado de salvação de todos. Então, estarão cobertos pelas linhas gerais da Natureza Racional, na Fase Racional, a fase do retorno ao nosso Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL.
O maior castigo que nós, seres desobedientes sofremos, foi a perda do Raciocínio, a origem da causa. O restante é consequência, porque tudo se origina no Raciocínio, que é Racional. Dois-em-um.
Para aqueles recalcitrantes encantados, adormecidos, inconscientes, cegos de olhos abertos, que não se deram conta do que se passa na Natureza no momento atual, esses descem para classes inferiores, a caminho da extinção, pelo progresso da degeneração. Lembrando que o mérito ou o demérito são os elementos indicadores que determinam a subida ou a descida do vivente. Quem viver verá.

E para finalizar é bom lembrar:

O pensamento é fugaz, se auto-multiplica e se espalha como praga, é ferramenta de lapidação, é regido pelo fogo da energia elétrica, e como algoz algo enfraquecido, pode até mesmo levar o ser pensante à loucura e à morte.
Já o Raciocínio é puro, perene, verdadeiro, único e eterno. 
Portanto, sigam o que anuncia este blog: “Raciocinar sempre, pensar nunca,!”.

E assim caminha a humanidade: de quatro e olhando para o chão!